Fórum

Notifications
Clear all

PIC pela rede  

  RSS

(@sergiotronic)
Membro Eminente
Joined: 4 anos ago
Posts: 19
9 de Agosto de 2020 10:25  

Caro Lários, to querendo acender um led por um controle remoto via rede elétrica. Veja meu anexo. Queria economizar ao máximo os componentes. Seria muito legal se no receptor fosse possível dispensar aquela entrada com vários componentes. Pelo que encontrei na internet parece que 11 Khz é uma frequência mais estável para transmitir pela rede. Dentro do código (CCS) haveria uma 'palavra' que teria que ser a mesma tanto no TX quanto no RX, assim se eu fizésse dois ou mais na mesma rede não haveria interferência de um no outro. Já vi tópicos seus aqui neste blog com controles remotos e pergunto se eu poderia usar algum para testar neste meu projeto. Eu não teria problema em trocar pinos pois ainda não montei. Se puder ajudar me dizendo como eu poderia reduzir ao máximo a quantidade de componentes te agradeço. Pensando em lhe dar o mínimo de ocupação pode rabiscar neste meu anexo, a mão mesmo. Enfim...o mínimo que fizer já será muito para mim. Abraços.


Quote
(@clarios)
Membro Honorário Admin
Joined: 9 anos ago
Posts: 300
14 de Agosto de 2020 18:46  

Vou dar uma olhada assim que tiver um tempinho.


ReplyQuote
(@clarios)
Membro Honorário Admin
Joined: 9 anos ago
Posts: 300
14 de Agosto de 2020 19:16  

A propósito, como seria  o funcionamento? O objetivo a ser alcançado? Apenas um receptor com um tx? Um receptor com vários txs? Vários receptores com vários transmissores na mesma rede local?

Para vários aparelhos usarem a mesma rede tem que existir uma forma de diferenciar as redes (txs e rxs podem formar uma rede de comunicação entre sí com um ID comum).

O uso de controle remoto ou mesmo enviar informações pela rede já é algo antigo. É conhecido como PLC (Power Line Comunication). Não necessariamente precisa ser 11 khz. Frequências baixas aumentam a distância do sinal mas fica mais suscetível as interferências dos consumidores da rede elétrica (motores com escova, picos ao ligar motores, etc).

No seu esquema, a alimentação está invertida (diodos estão fornecendo - 5 volts). Tem um capacitor que não está sendo usado para nada com os terminais curto circuitado. A parte de entrada do sinal com transistor forma um filtro passa faixa (atenua interferências) e amplifica o sinal. Creio que ainda seja necessário usar estes componentes. Também pode ser feito com circuito sintonizado na frequência da portadora escolhida.

 


ReplyQuote
(@sergiotronic)
Membro Eminente
Joined: 4 anos ago
Posts: 19
16 de Agosto de 2020 16:54  

Lários, o que vi na internet usa um 555 como transmissor e um LM 567 como receptor. Mas se eu quiser pôr 2 pares aqui em casa (ou mais) fica dificil mexer nos filtros para um não interferir no outro. Creio que sendo com PIC dá para um não interferir no outro através da tal senha interna no código mantendo a mesma portadora do sinal. Assim mesmo que haja vários pares, não haverá interferência. Aquele seu TX-RX de 5 canais usando 12f675 que já está pronto aqui no seu blog não serve ? Se sim, como seria a o melhor esquema elétrico para usá-lo assim na rede ? Se por acaso eu ligar um TX numa fase e um RX em outra fase (aqui é bifásico) provavelmente não vai funcionar, mas se acontecer isso e eu ligar um capacitor poliéster 100 nF entre as duas fases será que o sinal passa de uma para a outra ? 


ReplyQuote
(@clarios)
Membro Honorário Admin
Joined: 9 anos ago
Posts: 300
22 de Agosto de 2020 12:05  

Transmitir sinais digitais pela rede é diferente de enviar tons. A rede elétrica é tremendamente ruidosa. O protocolo usado nos txs rf

  1. não se adequam e não vai funcionar de forma correta. Existe o protocolo X10 entre outros, que transmitem na passagem o zero volts da rede. Trabalha com pulsos de 120khz.  Mas tem o problema de causar interferência em roteadores wiki, em alguns casos.

ReplyQuote
Back To Top